Delator afirma que Vanessa Grazziotin e Eron Bezerra negociaram R$ 1,5 milhão em Caixa Dois na eleição de 2012

O ex-executivo da Odebrecht, Fernando Luiz disse que veio a Manaus durante campanha eleitoral.
18/04/2017 10h29 - Atualizado em 18/04/2017 18h39
Foto: Reprodução

O ex-executivo da Odebrecht Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis, disse em delação premiada que a senadora do Amazonas Vanessa Grazziotin (PCdoB) e o marido dela, Eron Bezerra negociaram R$ 1,5 milhão em caixa dois para a campanha de 2012, quando Vanessa se candidatou ao cargo de prefeita de Manaus.

Os dois deverão ser investigados pela Procuradoria Geral da República (PGR) pelo recebimento de doação ilegal da empreiteira.

Segundo o delator ele se encontrou com a senadora em 2012, quando a mesma convidou ele para visitar a cidade e conhecer as propostas de governo da parlamentar. Em depoimento, Fernando afirmou que em agosto de 2012, foi acertada a doação de R$ 1,5 milhão para a campanha de Vanessa. No trecho da delação ele diz que “O marido dela, recomendou que a contribuição fosse feita em Caixa Dois e que Vanessa estava presente quando Eron fez a proposta.

O ex-executivo diz também no vídeo, que depois desse dia não teve mais contato com Vanessa. Desde quando o nome de Vanessa e Eron apareceram na lista do ministro Edson Fachin, eles divulgaram notas à imprensa se defendendo das investigações.

Ela afirmou em nota que as doações feitas para suas campanhas foram oficiais, declaradas e posteriormente aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Assista o depoimento:

Comunista de carteirinha é assim mesmo, só sobrevive com o dinheiro dos outros. Hipócritas.

Posted by MBL – Movimento Brasil Livre on Monday, April 17, 2017

Fonte: Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505