Durante debate na Câmara dos Deputados, Sabino diz: “Não mande comitiva ao meu enterro”

Em meio a debate, o deputado exigiu do presidente da Câmara Rodrigo Maia, segurança particular devido a ameaças de facções criminosas.
05/04/2017 12h09 - Atualizado em 5/04/2017 16h03
Foto: Reprodução

O deputado federal Sabino Castelo Braco (PTB), disse em meio a debate sobre a regulamentação da Uber na noite de ontem (4), se dirigindo ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia: “Eu espero, senhor Presidente, que o senhor não mande uma comitiva para o meu enterro”.

Sabino fez o apelo após exigir de Maia que providencie segurança particular devido a ameaças que ele afirma que vem sofrendo das facções criminosas Família do Norte (FDN) e Primeiro Comando da Capital (PCC),após propor uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara para investigar o crime organizado.

O deputado disse ainda, que já procurou por Rodrigo três vezes, mas não foi recebido pelo presidente da Casa Legislativa. Ele reclama da falta de apoio e lembrou que faz parte da bancada que forma a base do governo.

Sabino disse ainda: “Não espere chegar a notícia de que morreu um deputado federal porque Vossa Excelência não tomou as providências. Vossa Excelência pode guardar para o resto de sua vida a responsabilidade”, afirmou diante dos colegas deputados.

Após o episódio Maia afirmou que irá procurar junto à Polícia Federal e à Polícia Legislativa Federal uma resposta para o pedido do deputado.

Assista o vídeo:

Fonte: Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso