Em três calhas de rio, Banco do Povo ajuda a fomentar 3 mil ocupações econômicas

Em apenas três meses, o Banco já financiou mais de mil empreendedores em 24 municípios.
26/04/2017 09h19 - Atualizado em 26/04/2017 17h32
Foto: Divulgação/Afeam

Em apenas três meses de atendimento no interior do Amazonas, o Banco do Povo, da Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam), já financiou pouco mais de mil empreendedores em 24 municípios, distribuídos em três calhas de rio. Juntas, as atividades atendidas pela linha de microcrédito estão criando ou mantendo aproximadamente 3 mil ocupações, direta e indiretamente.

Para os municípios da Calha do Rio Solimões; do Rio Negro, Solimões e o município de Presidente Figueiredo; e do Juruá e a sede de Parintins, a Agência de Fomento disponibilizou praticamente R$ 4,8 milhões. “Desse total, R$ 4,3 milhões foram utilizados, ou seja, atendendo as expectativas da dotação orçamentária feita pela instituição”, destaca o diretor-presidente da Afeam, Alex Del Giglio.

Além das ações itinerantes nas sedes municipais, neste ano o Banco do Povo ampliou o número de zonas rurais com atendimento exclusivo. Foi assim na Vila Rica de Caviana, em Manacapuru; e em Novo Remanso e Vila do Engenho, em Itacoatiara. “Da mesma forma será nas agrovilas do Caburi, do Mocambo e Vila Amazônia, em Parintins; e em Santo Antônio do Matupi, em Manicoré”, explica o diretor de Crédito da Afeam, Jacques Douglas.

Além do orçamento destinado às sedes municipais, um outro valor específico é garantido para as comunidades rurais. Ao todo, as sete áreas rurais de Parintins, Itacoatiara, Manacapuru e Manicoré têm R$ 1,056 milhão para financiamento pelo Banco do Povo. Caso a demanda supere o orçamento, a Afeam está preparada para atender os novos pedidos. Além de comerciantes, prestadores de serviços, cooperativas, a prioridade é fomentar o desenvolvimento das principais culturas agrícolas.


Calhas de rio
– Neste mês de maio, os técnicos do Sebrae e Idam, os parceiros da Afeam no atendimento do Banco do Povo no interior do Estado, estão em Pauini, Boca do Acre, Lábrea, Tapauá, Canutama e Beruri, na Calha do Rio Purus. No próximo mês será a vez da Calha do Rio Madeira (Apui, Humaitá, Novo Aripuanã, Borba, Nova Olinda do Norte, Manaquiri, Careiro Castanho, Autazes) mais o município de Rio Preto da Eva.

Em julho, conforme o cronograma de atendimento, que está disponível no site da Afeam www.afeam.am.gov.br), o Banco do Povo chega à Calha do Solimões (Codajás, Coari, Anamã, Anori, Caapiranga, Iranduba, Careiro da Várzea) e a Novo Airão. Em agosto, a última calha: Baixo e Médio Amazonas – Maués, Boa Vista do Ramos, Urucurituba, Silves, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Urucará, Barreirinha, Nhamundá.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso