Ex-comandante da Força Tática do AM é acusado de estuprar uma soldado

Segundo boletim de ocorrência a vítima e o acusado tinham um relacionamento afetivo de 8 meses, que terminou em outubro de 2016. Em março deste ano, o comandante teria cometido o crime.
26/04/2017 10h03 - Atualizado em 26/04/2017 17h32
Foto: Reprodução

No boletim de ocorrência (B.O) registrado na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), a vítima acusa o atual comandante de policiamento da área norte (CPA Norte), Major Marivaldo de Souza França Filho, de estupra-la nas dependências do quartel do 1º Batalhão de Força Tática, onde era o comandante, localizado no bairro da Cachoeirinha (zona sul da capital).

Segundo o boletim de ocorrência a vítima e o acusado tinham um relacionamento afetivo de 8 meses. Ao término da relação em outubro de 2016, Marivaldo chamou a vítima até sua sala, na época o acusado era comandante do 1º Batalhão de Força Tática, alegando assunto pertinente ao trabalho. O comandante a trancou na sala, e sob ameaças de transferir a vítima e seu respectivo esposo para lugares distantes um do outro, o acusado arrancou as roupas da vítima e cometeu o ato carnal.


Ainda de acordo com o B.O, a vítima começou a chorar e o acusado a intimidou, pedindo para que ficasse quieta, porque ninguém acreditaria nela.

O boletim de ocorrência (B.O) foi registrado no dia 28 de março.

Fonte: www.tribunadospracas.com.br


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505