Vereador Doutor Adeva, preso por estelionato é solto em Coari

O vereador teve a prisão decretada após apresentar, na condição de advogado, um comprovante de pagamento de fiança falsificado, no valor de R$ 17,6 mil, em 2016, a favor de outro vereador.
06/04/2017 16h23 - Atualizado em 7/04/2017 10h54

Foto: Divulgação


O vereador Aldervan Souza Cordovil (PTB), conhecido popularmente como “Doutor Adeva”, do Município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), foi solto na tarde de ontem após passar cinco dias preso acusado de estelionato, falsificação de documentos, coação, entre outros crimes.

No dia 27 de março o vereador teve a prisão decretada após apresentar, na condição de advogado, um comprovante de pagamento de fiança falsificado, no valor de R$ 17,6 mil, em 2016, a favor de outro vereador.

O parlamentar pagou fiança no valor de R$ 21,8 mil e responderá as acusações em liberdade. O valor da fiança, de acordo com o titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, delegado Mauro Duarte, de R$ 43,7 mil foi reduzido após pedido do advogado do vereador à Justiça, para dois terços – R$ 21,8 mil.

O alvará de soltura foi concedido pelo juiz de direito plantonista, Fábio Lopes Alfaia, que concedeu o benefício da liberdade provisória, que inclui como condição que o vereador mantenha “o compromisso de comparecer a todos os atos processuais, sempre que intimado para tanto, não podendo mudar de endereço/residência ou ausentar-se da mesma por mais de 08 (oito) dias, sem a prévia comunicação e autorização deste Juízo”.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso