Banco do Povo chega à Calha do Rio Purus com R$ 3 milhões para o microcrédito

Neste ano, o orçamento do Banco é de R$ 66 milhões, dos quais R$ 45 milhões serão investidos no interior do AM.
15/05/2017 13h05 - Atualizado em 15/05/2017 13h05
Foto: Divulgação/Afeam

A partir desta segunda-feira (15), a Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam) leva o Banco do Povo aos municípios da Calha do Rio Purus, dando continuidade ao atendimento itinerante da Instituição no interior do Estado, com a oferta de microcrédito de até R$ 15 mil aos pequenos empreendimentos. Neste ano, o orçamento do Banco do Povo é de R$ 66 milhões, dos quais R$ 45 milhões serão investidos no interior do Amazonas.

Com orçamento de R$ 3,030 milhões, o atendimento a essa Calha foi antecipado como uma das estratégias do Governo do Amazonas para ajudar os comerciantes e agricultores dessa região, que sofrem os impactos da cheia dos rios. O atendimento do Banco do Povo também foi adiantado nos municípios da Calha do Rio Juruá, no mês passado.

Segundo a Defesa Civil do Estado, onze municípios estão em situação de emergência, com 17,5 mil famílias afetadas por alagações em áreas urbanas e rurais; 30 estão em alerta; e quatro municípios estão em situação de atenção. Outras duas cidades estão em situação de emergência devido ao risco de deslizamento de terra.

Calendário e atendimento – Na Calha do Purus, nesta segunda-feira e terça-feira (16), o Banco do Povo atende interessados na linha de microcrédito em Boca do Acre e Canutama. Dias 16 e 17 desta semana, a ação é em Pauini, Lábrea, Tapauá, e Beruri, informa a Gerência de Atendimento da Afeam (Gecat).

Em Pauini, o atendimento é no Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Em Boca do Acre, no Salão de Eventos Esquinão do Barbixa; Lábrea, no auditório da Universidade Aberta do Brasil; em Tapauá, Salão Paroquial; Canutama, na Câmara Municipal; e em Beruri, o local é o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Dos R$ 3,030 milhões disponibilizados para essa região, informa o Diretor-Presidente da Afean, Alex Del Giglio, R$ 1,212 milhão é para o setor primário, especialmente à agricultura familiar. “Caso a região apresente uma demanda superior à dotação orçamentária inicial, podemos ampliar o volume de recursos. Nosso objetivo é fomentar a economia local, contribuindo para melhorar a qualidade de vida nessas localidades”, explica Alex.

O Diretor de Crédito da Afeam, Jacques Douglas, acrescenta que também nesse mês a Instituição realiza, de 15 a 19, o segundo atendimento do Banco do Povo nos municípios onde a agência tem posto fixo: Manicoré, Manacapuru, Itacoatiara, Tefé e Eirunepé. Na semana passada, a AFEAM deu continuidade ao atendimento especial em agrovilas e distritos rurais, desta vez na Vila Amazônia, Caburi e Mocambo, em Parintins.

Nos três primeiros meses do ano, o Banco do Povo aprovou microcrédito nos municípios das Calhas do Alto Solimões; do Rio Negro, Solimões e o município de Presidente Figueiredo; do Rio Juruá e a sede de Parintins. Mais de mil empreendedores foram financiados, em 24 municípios, num total de R$ 4,3 milhões, investimento do Governo do Amazonas que está ajudando a criar ou manter cerca de 3 mil ocupações econômicas, direta e indiretamente.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505