Churrascaria faz sucesso ao deixar de usar produtos da JBS

A Devons colocou um pequeno outdoor e soltou um texto no Facebook avisando que não usaria mais os produtos da empresa em seu restaurante.
26/05/2017 11h33 - Atualizado em 26/05/2017 12h41

Foto: Devons/Divulgação


Uma churrascaria curitibana resolveu tomar uma atitude após ter notícias da delação premiada feita por integrantes do grupo JBS ao Ministério Público Federal – que revelou, por exemplo, o pagamento de propina para governadores e ex-governadores. E, com isso, conseguiu uma boa resposta de seus consumidores.

A Devons colocou um pequeno outdoor e soltou um texto no Facebook avisando que não usaria mais os produtos da empresa em seu restaurante.

“Em respeito ao Brasil, à sociedade e aos trabalhadores desse país, informamos que a partir da presente data não trabalhamos mais com produtos da linha JBS”, informam ambos os comunicados.

O proprietário da Devons, Augusto dos Santos, diz que a churrascaria atende uma clientela heterogênea de empresários, membros do judiciário, políticos e publicitários.

A resposta à decisão foi boa no restaurante, de acordo com o empreendedor. “Eu fiquei extremamente feliz e satisfeito. Todo mundo que vem à churrascaria faz questão de me chamar e parabenizar minha atitude patriótica”, afirma. “Clientes que nunca me procuraram fizeram questão disso.”

De acordo com o empreendedor, a decisão não irá prejudicar o estoque da churrascaria: ela possui outros fornecedores, como Cooperaliança, Marfrig e VPJ. “Não vai afetar nosso faturamento. A gente já vinha se programando para possíveis situações como essa, por meio dessa diversificação de parceiros.”

Situação

Com a divulgação de detalhes do depoimento de Joesley Batista, a JBS viu seu valor de mercado encolher e seus problemas multiplicarem.

Agora, a empresa tenta recuperar as perdas acumuladas no mês. Ontem à tarde, os papéis da companhia subiam 14,63% e eram negociados em 7,68 reais.

Fonte: Exame.com


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso