CMM avalia criação de programa que pretende oferecer o primeiro emprego a jovens do AM

O programa que deve garantir a primeira oportunidade de emprego aos jovens da capital amazonense foi apresentada na Câmara Municipal de Manaus, nesta segunda-feira.
22/05/2017 15h58 - Atualizado em 23/05/2017 12h43

Foto: Reprodução


A criação de um programa para garantir a primeira oportunidade de emprego aos jovens da capital amazonense foi apresentada na Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira. A Indicação ao Executivo foi protocolizada pelo vereador Professor Gedeão Amorim (PMDB) sob o número 294/2017, e propõe a implantação do “Programa Municipal do Primeiro Emprego”.

Segundo o vereador, o programa pretende estimular a contratação de jovens com idade entre 18 e 24 anos que estejam interessados em ingressar no mercado. A indicação sugere que as empresas que estejam com a situação fiscal em dia, possam se cadastrar no programa e disponibilizar um percentual mínimo para a contratação de jovens sem experiência sob a condição de terem deduções no Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).

Gedeão Amorim salientou a importância da colaboração e integração entre todas as esferas da sociedade para a superação das dificuldades e auxilio aos jovens que não encontram suas oportunidades no mercado de trabalho. “Essa indicação é uma medida de alto interesse público, que enfatiza a necessidade de uma abordagem integrada e articulada entre a sociedade, o Município e o Estado, buscando alianças e parcerias, na efetivação da política do primeiro emprego e garantindo aos nossos jovens melhores chances”, explicou.

Manaus e a Região Metropolitana registraram as maiores taxas de desocupados do país no primeiro trimestre do ano, segundo a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), divulgada no dia 18 de maio de 2017, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Crescimento
Na Região Metropolitana de Manaus, a taxa de desocupação no primeiro trimestre do ano alcançou 20,3% da população disposta a trabalhar, mostrando crescimento de 2,4 pontos percentuais em relação ao último trimestre de 2016. ”Só na capital amazonense, a desocupação chegou a 21,1% nos primeiros três meses do ano”, alertou Gedeão Amorim.

Ainda de acordo com a pesquisa, a força de trabalho da população, que compreende as pessoas que estão ocupadas e as desocupadas, alcançou 1,831 milhão no Amazonas, com um aumento de 72 mil pessoas entre o quarto trimestre de 2016. “Há um número cada vez maior de pessoas que estão na força de trabalho porque há um aumento de pessoas em idade de trabalhar e mais jovens em busca do primeiro emprego”, argumentou o vereador.

O desemprego entre os jovens de 18 a 24 anos cresceu cinco pontos percentuais em um ano, no Amazonas, conforme Pnad 2015. O desemprego entre jovens no Amazonas é o maior na Região Norte e o quinto maior do País. A taxa de desocupação ou desemprego entre os jovens de 18 a 24 anos era de 19,7% em 2014 e avançou para 24,4% em 2015, a maior entre as demais faixas etárias.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso