Governo do Amazonas trata da ampliação de parceira com o Hospital Universitário Getúlio Vargas

O objetivo geral da ampliação da parceria é, justamente, proporcionar que se atinja a principal meta do Plano: a redução de filas de pacientes em busca de consultas, de exames e cirurgias.
18/05/2017 15h18 - Atualizado em 19/05/2017 11h10
Foto: Divulgação

O governador do Amazonas, David Almeida, acompanhado do secretário de Estado de Saúde (Susam), Wander Alves, esteve reunido, na manhã desta quinta-feira, 18, com o diretor do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), Ruben Alves Júnior, para verificar uma forma de ampliar a parceria do Estado com a unidade, colocando em prática o que está estabelecido no Plano Emergencial da Saúde, lançado ontem.

O objetivo geral da ampliação da parceria é, justamente, proporcionar que se atinja a principal meta do Plano: a redução de filas de pacientes em busca de consultas, de exames e de cirurgias, além da melhoria das condições de trabalho dos profissionais da saúde, o que ocasionará, também, a melhoria do atendimento nas unidades.

“Vim hoje aqui para que essa parceria entre o estado e Hospital Getúlio Vargas possa ser consolidado. Quero junto dos gestores das unidades de saúde buscar alternativas para que a gente possa dar, o mais rápido possível, uma resposta para a sociedade” afirmou o governador.

Nesta sexta-feira, dia 19, o governador deve ir a outras unidades de saúde da capital para reunir com os diretores. O objetivo é identificar as necessidades específicas de cada uma. “Assim vamos dar as condições necessárias para eles possam atuar da melhor maneira para o benefício tanto da população quanto dos profissionais”, ressaltou David Almeida.

Na ocasião, o governador revelou que pretende reunir com os representantes das cooperativas médicas, de enfermagem e de técnicos da saúde, para passar para eles a tranquilidade e a segurança de que o governo está trabalhando com a finalidade de solucionar os problemas relacionados a estes profissionais que prestam serviço para a saúde. “Queremos trazer para o diálogo estes profissionais, fazendo com que eles sejam motivados e participem desse processo de desenvolvimento do Plano Emergencial na Saúde, sabendo que o governo tem o compromisso de atender e resolver todas essas questões”, declarou.

O diretor do Hospital Getúlio Vargas, Ruben Alves Júnior, considerou que a reunião foi positiva. “A população pode esperar o máximo que o Hospital Getúlio Vargas pode oferecer dentro do plano proposto pelo governador. O projeto fila zero é muito bem-vindo, vai ser uma ação que vai ter grande resultado. Da nossa parte, o governo pode ter a certeza que faremos tudo o que for possível. Estaremos ao lado do Estado na execução desse Plano”, garantiu Rubens Alves Júnior.

Os detalhes do Plano Emergencial de Saúde foram revelados, em parte, durante o seu lançamento, ontem, na sede do Governo, na Compensa, zona Oeste de Manaus. Em relação ao HUGV, o Governo pretende dotar a unidade de mais condições para que absorva um número maior de pacientes que aguardam na fila de cirurgias. O HUGV foi recentemente reformado e ampliado, ganhou novos leitos e novas salas para realização de cirurgia.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505