Investigações apontam que assassinato do cantor Melvino Júnior foi encomendado

As investigações acontecem em segredo de Justiça e quase todos os responsáveis já foram identificados.
11/05/2017 10h45 - Atualizado em 11/05/2017 17h08

Foto: Reprodução


Com base em investigações realizadas pela Delegacia especializada em Homicídios e (DEHS), o assassinato do cantor de Axé, Melvino de Jesus Júnior, que aconteceu no último dia 29 de abril em Codajás (a 297 quilômetros de Manaus) durante as comemorações da Festa do Açaí, foi encomendado.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), os executores já foram quase todos identificados, as investigações estão avançadas e correm em segredo de Justiça. Faltando apenas descobrir o mandante do crime, além da motivação do crime não poder ainda ser revelada.

Várias oitivas já foram realizadas, até agora foram ouvidas testemunhas que estavam no local do crime, como amigos e familiares do cantor.

O cantor foi morto após o show na porta do hotel em que estava hospedado. O autor do crime se aproximou da vítima e efetou os tiros pelas costas dele, fazendo Júnior morrer na hora.

Fonte: Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso