Josué Neto requer obras de infraestrutura para cidades do Amazonas

O parlamentar encaminhou requerimentos a Seinfra solicitando recuperação de ramais do interior e também do Ramal João Paulo, localizado no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.
29/05/2017 17h09 - Atualizado em 30/05/2017 09h47

Foto: Divulgação


O deputado Josué Neto (PSD) encaminhou requerimentos à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) solicitando recuperação de ramais, obras de recapeamento e estruturação dos sistemas viários de seis cidades do interior, além da recuperação do Ramal João Paulo, localizado no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

O parlamentar solicitou estudos de viabilidade para estruturação do sistema viário dos municípios de Lábrea, Beruri, e São Gabriel da Cachoeira, além da recuperação da pavimentação asfáltica das cidades de Boca do Acre, Itacoatiara, e Maués.

De acordo com Josué Neto, as condições das ruas, estradas e ramais estão diretamente ligadas à qualidade de vida da população porque proporciona o desenvolvimento de regiões mais isoladas, e facilita a locomoção das pessoas, principalmente daqueles que necessitam se deslocar até às áreas centrais dos municípios para ter acesso a serviços como saúde.

O deputado acredita que os problemas de infraestrutura são entraves ao desenvolvimento econômico dos municípios, principalmente em relação à agricultura e turismo. Para ele, vias que dificultam o tráfego de pessoas também prejudicam a qualidade de vida da população.

“Nós sabemos que a infraestrutura é um problema crítico no nosso Estado. É uma área em que se gasta muito. Porque você pode realizar uma operação de recapeamento hoje, e daqui a alguns meses será necessário fazer de novo, porque o asfalto não suporta a quantidade de chuvas que temos. Mas são obras que a população precisa e devem ser feitas até que se encontre melhor alternativa”, disse.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso