Marcelo Ramos é visto como forte candidato para suceder Melo

Os possíveis concorrentes de Marcelo são nomes em evidencia na mídia nacional por serem investigados pela Lava-Jato tais como Omar Aziz, Eduardo Braga e Arthur Neto.
04/05/2017 18h58 - Atualizado em 5/05/2017 12h12

Foto: Divulgação


A cassação de José Melo (Pros) e de seu vice, Henrique Oliveira (SD), por 5 votos a 2, em Brasília, movimentou o meio político do Amazonas nesta quinta-feira (4) para a eleição direta convocada pela Suprema Corte Eleitoral brasileira, que acontecerá nos próximos 60 dias. Até que se eleja o novo governador do Amazonas, o deputado estadual David Almeida (PSD), atual presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), tem que assumir o comando do Estado.

Alguns nomes já surgem como possíveis candidatos a sucessão de Melo como o do advogado e ex-deputado, Marcelo Ramos, apoiado pelo PSD e PROS nas eleições à Prefeitura de Manaus, no ano passado, e derrotado no segundo turno por Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Em um post no Facebook o possível candidato comentou a cassação do governador com um discurso cauteloso. “Eu estou pensando nos reflexos dessa decisão pra estabilidade política, econômica e social do estado que ,nesse momento, são mais importantes que a eleição. Não é o momento de colocar interesses pessoais acima do bem-estar da população do Amazonas”, analisou o político.

De acordo com a assessoria do Partido de Marcelo,o PR, a participação deles na disputa eleitoral no Amazonas está confirmada. O presidente regional do partido, deputado Alfredo Nascimento já deixou Brasília em direção Manaus e deve chegar ainda nesta quinta para comandar as próximas ações da legenda.

Os possíveis concorrentes de Marcelo são nomes em evidencia na mídia nacional por serem investigados pela operação Lava-jato tais como Omar Aziz (PSD), Eduardo Braga (PMDB) e o prefeito Arthur Neto (PSDB), embora este tenha dito que não se candidataria mais a nada.

Natan Gaia – Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso