PF apreende R$ 2 milhões em operação que tem como alvo Aécio Neves

Funcionários de Aécio Neves e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foram alguns dos alvos. O acesso aos corredores dos gabinetes do senador e do deputado no Congresso Nacional foram bloqueados pela manhã.
18/05/2017 16h27 - Atualizado em 19/05/2017 11h26

Foto: Reprodução


Na tarde desta quinta-feira (18), a Polícia Federal apreendeu cerca de R$ 2 milhões. Nesta nova fase da Operação Lava Jato, o principal alvo é o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foi gravado pedindo o mesmo valor aos donos do frigorífico JBS.

Foram cumpridos 41 mandados de busca e apreensão e 8 de prisão preventiva na operação Patmos, autorizada pelo ministro Edson Fachin.

Funcionários de Aécio Neves e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foram alguns dos alvos. O acesso aos corredores dos gabinetes do senador e do deputado no Congresso Nacional foram bloqueados pela manhã.

O Superior Tribunal Federal (STF) decidiu afastar do cargo o senador mineiro Aécio Neves, que é presidente nacional do PSDB.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso