PT tem cinco dias para se defender de processo de cassação

A ministra, Rosa Weber, nova relatora da representação, deu cinco dias para a legenda apresentar documentos e indicar testemunhas.
09/05/2017 19h00 - Atualizado em 9/05/2017 19h00

Foto: Reprodução


Enquanto as atenções da Corte estão voltadas para o processo de cassação da chapa Dilma-Temer, outro caso ganhou fôlego no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Trata-se da representação contra o registro do PT, que pode resultar até na extinção da legenda.

A representação teve como origem o envolvimento da sigla em irregularidades investigadas na Lava Jato. A relatora, a ministra Rosa Weber, despachou no último dia 5 determinando que o PT seja notificado do conteúdo da representação para oferecer defesa, apresentar documentos e rol de testemunhas, caso considere cabível.

Após a resposta do partido, Rosa Weber poderá dar prosseguimento à instrução processual.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso