Amazonino atualiza lista de bens no site do TSE e revela patrimônio de mais de R$ 3 milhões

Após se eximir de culpa por erro na declaração de bens do candidato o partido foi desmentido pelo TRE.
22/06/2017 18h31 - Atualizado em 23/06/2017 12h10
Foto: Reprodução

A coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas” na tarde desta quinta-feira (22), jogou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) toda a culpa pela lista publicada ontem (21), incompleta da declaração de bens do candidato a governador do Estado, Amazonino Mendes (PDT), no valor de R$ 118,5 mil.

De acordo com a nota do partido na tarde de hoje (23), o TSE lançou o real valor da declaração de bens, totalizando R$ 3,28 milhões.

Porém o TRE declarou que não é responsabilidade da Justiça Eleitoral os dados de candidaturas divulgados no site e devolveu a culpa para o candidato/partido. Segundo o TRE os dados são inseridos pelo Sistema de Registro de Candidaturas, que é alimentado pelo candidato ou partido e o conteúdo não sofre qualquer interferência da Justiça Eleitoral.

O patrimônio de Amazonino divulgado hoje é três vezes maior do que o que foi declarado na quarta-feira (21). A nova lista de bens mostra que o candidato tem veículos de luxo avaliados em mais de R$100 mil além de uma Lancha denominada, Negão I, no valor de R$210 mil e muitas propriedades.

Natan Gaia – Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso