Após dura crítica a Braga, vereadora Joana D’Arc também ‘ajoelha no milho’

A parlamentar foi fotografada ao lado de Braga, após ter afirmado dias antes em um aplicativo que não se via apoiando caciques envolvidos na Operação Lava Jato.
22/06/2017 16h01 - Atualizado em 23/06/2017 12h10
Foto: Reprodução/Faceboook

A corrida pela cadeira de governador-tampão provocou uma reviravolta e reencontros impensáveis na política amazonense. Um grande exemplo disso foi a união do ex-deputado, Marcelo Ramos (PR) com o Senador, Eduardo Braga (PMDB), a quem tanto criticou. Ramos chegou a dizer que o peemedebista teria que ‘ajoelhar no milho’ e acabou vendo suas palavras se virando contra ele mesmo.

A frase dita por Marcelo para quem se alia com históricos opositores nunca foi tão usada como nesta eleição. A figura da vez é a vereadora do PR Joana D’Arc (PR) que foi fotografada ao lado de Braga, após ter afirmado dias antes em um aplicativo que não se via apoiando caciques envolvidos na Operação Lava Jato.

“Também sempre estarei com você Marcelo, em projetos políticos seus e em tudo que lutamos. E tenho sido fiel aos seus ideias. No entanto, sou sincera de não me ver apoiando caciques envolvidos na Operação Lava Jato”, declarou a parlamentar.

Além de protetora de animais, D’Arc, uma das mais jovens parlamentares, com apenas 27 anos, faz na Câmara Municipal de Manaus (CMM) um discurso forte em defesa da ética e do combate à corrupção e disse recentemente que ganharia fácil uma campanha pra deputado estadual.

O apoio a Eduardo Braga (PMDB) também fez os ex-comunistas Marcelo Ramos (PR) e Alessandra Campêlo (PMDB) abraçarem de novo Vanessa Grazziotin e Eron Bezerra.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso