STJ decide que desembargadora suspeita de colaborar com uma facção criminosa continuará afastada

O juiz Elci Simões ocupará interinamente a cadeira da desembargadora.
21/06/2017 15h27 - Atualizado em 22/06/2017 12h12
Foto: Reprodução

A desembargadora Encarnação Salgado, suspeita de colaborar com uma facção criminosa ligada ao tráfico de drogas, vai permanecer afastada do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) por mais seis meses. A decisão foi tomada pelo ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A magistrada já havia sofrido a sanção em junho do ano passado, quando a Polícia Federal deflagrou a Operação La Muralla 2 e devassou o gabinete da desembargadora.

Em dezembro do ano passado, uma nova decisão do STJ havia prorrogado, por mais seis meses, o afastamento de Encarnação Salgado. A prorrogação desse prazo venceu na última segunda-feira. O juiz Elci Simões ocupará interinamente a cadeira da desembargadora.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso