Tribunal Eleitoral do AM já gastou R$ 3 milhões com a eleição suplementar

O gasto foi destinado a logística para a entrega de urnas eletrônicas, pagamento de técnicos, transporte especial diárias de servidores e outros serviços.
29/06/2017 12h27 - Atualizado em 29/06/2017 16h21
Foto: Reprodução

As eleições suplementares para a escolha de um novo governador do estado, que deveriam ocorrer no dia 6 de agosto, mas até agora foi suspensa após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski já rendeu um gasto de cerca de R$ 3 milhões ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

O orçamento total previsto para a realização do pleito é de mais de R$ 18 milhões. O órgão já informou que o planejamento para as eleições continuam até a notificação oficial pelo STF.

O gasto é referente, a deslocamento de servidores para o interior, hora extra de servidores, diárias, pagamentos de técnicos, transporte de urnas eletrônicas e diversos outros serviços.

Sorteio da ordem das coligações na propaganda eleitoral:

Na manhã de hoje o TRE realizou o sorteio da ordem das coligações na propaganda eleitoral. No momento do sorteio, o presidente em exercício do TRE-AM, João Simões disse que as atividades devem continuar até que a haja novas alterações jurídicas.

Fonte: Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505