Alunos da rede pública podem ganhar bolsas de estudo de inglês; confira

Estudantes de baixa renda do primeiro ano do ensino médio da rede pública, na faixa etária de 15 a 18 anos de idade, podem se inscrever.
04/07/2017 15h49 - Atualizado em 4/07/2017 15h49
Foto: Reprodução

Quem está em busca de processos seletivos para o segundo semestre pode se candidatar em várias oportunidades que dão acesso a bolsa de estudos em instituições renomadas no exterior, a fim de melhorar o currículo acadêmico. O “Access”, por exemplo, oferece bolsas de estudo que estão encerrando inscrições em agosto.

Estudantes de baixa renda do primeiro ano do ensino médio da rede pública, na faixa etária de 15 a 18 anos de idade, podem se inscrever até o dia 9 de agosto no “Access”, programa de bolsas de estudos de inglês e cultura americana oferecido pela Embaixada dos Estados Unidos, em parceria com centros binacionais em todo o país.

O “Access” será realizado em várias cidades brasileiras, inclusive em Manaus. Um programa de dois anos, cuja as bolsas são para estudantes aprenderem inglês e a cultura americana, além do voluntariado que será desenvolvido com eles.

A instituição parceira que fará a seleção de estudantes de Manaus é o Icbeu. Para se inscrever basta ir na sede da instituição, localizada na avenida Joaquim Nabuco, número 1286, no Centro, zona sul de Manaus ou também através do site Jovens Embaixadores.

Entre os requisitos além de estar cursando o primeiro ano do ensino médio da rede pública, tem que comprovar baixa renda familiar per capita, apresentar bom desempenho escolar, ter interesse em aprender a língua inglesa e demonstrar comprometimento com o programa.

Os alunos aprovados para participar do ‘Access’ recebem material didático gratuito e transporte. Após participar do Jovens Embaixadores, os estudantes podem continuar com outras iniciativas que vão alavancando suas carreiras.

“O programa me proporcionou atividades e experiências incríveis que eu jamais podia imaginar, é um programa que me despertou que tipo de pessoa eu quero ser na comunidade e como eu posso ajudar o país a andar para frente e ajudou a minha vida”, enfatiza Dayane Martins, jovem embaixadora 2017.

Desde 2003, 517 jovens brasileiros já participaram do programa. Os parceiros nessa iniciativa são: o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) e as Secretarias Estaduais de Educação, a rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505