Eleição suplementar do Amazonas terá lei seca mais curta de todos os tempos

Com a mudança para este ano, serão 15 horas com veto à comercialização de bebida alcoólica.
24/07/2017 14h06 - Atualizado em 25/07/2017 17h09
Foto: Reprodução

Nos pleitos normais a restrição da venda de bebidas começava às 22h de sábado, e seguia até as 18h de domingo, porém, a eleição suplementar deste ano no Amazonas não seguirá essa regra e começará na madrugada de 6 de agosto. Com a mudança para este ano, serão 15 horas com veto à comercialização de bebida alcoólica.

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) vai submeter ao Pleno, ainda esta semana, a portaria restringindo a comercialização de bebida alcoólica das 2h do domingo, 6 de agosto, até as 17h do mesmo dia.

“Entendemos que este novo horário não causa prejuízo nenhum ao pleito, pois o eleitor já tem a consciência de sua responsabilidade em ir às urnas”, defendeu o diretor-geral do TRE-AM, Messias Andrade.

A violação da determinação caracterizar prática do crime de desobediência, previsto no artigo 347 do código eleitoral brasileiro. A partir das 17h, momento em que se encerra a eleição, a compra e venda de bebidas é novamente liberada.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505