Em vídeo, Temer ignora crise política e diz que semana foi de ‘boas novas’

Presidente divulgou pronunciamento nas redes sociais após embarcar para a Alemanha. Na fala, ele afirmou que não está preocupado ‘com as pedras no caminho’.
06/07/2017 17h30 - Atualizado em 6/07/2017 17h30
Foto: Reprodução

m pronunciamento divulgado nesta quinta-feira (6) nas redes sociais, o presidente Michel Temer afirmou que esta semana foi de “boas novas para os brasileiros”. Segundo ele, o governo não está ocupado “somente com as pedras no caminho”.

No vídeo, divulgado após a viagem de Temer para a Alemanha, ele não citou a crise política enfrentada pelo governo nos últimos dias e destacou apenas dados positivos da economia.

“Podem ter certeza, não estamos ocupados somente com as pedras no caminho. Estamos fazendo a tarefa de casa. Estamos fazendo a travessia, mas os resultados positivos não param por aí. Aliás, para mim, o melhor é o retorno da confiança no país. Isso me alegra muito. Voltando a acreditar, o emprego vem na hora”, declarou.

Temer lembrou que, na segunda-feira (3), foi anunciado o superávit na balança comercial brasileira do primeiro semestre, o melhor resultado dos últimos 29 anos, com 53% de crescimento se comparado com o primeiro semestre do ano passado.

“É um prenúncio claro de que logo, logo o aumento do emprego será ainda maior. Aliás, no mês de maio, registramos um saldo positivo de mais de 70 mil novas vagas para jovens de até 29 anos”, declarou.

Naquele mesmo dia, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, um de seus aliados mais próximos, foi preso pela Polícia Federal acusado de atrapalhar as investigações da Operação Cui Bono.

Temer tampouco fez menção à tramitação na Câmara dos Deputados da denúncia contra ele por corrupção passiva. Os advogados do presidente entregaram a defesa nesta quarta (5).

A expectativa é que na semana que vem a Comissão de Constituição e Justiça discuta e vote um parecer, que poderá ser a favor ou contra o prosseguimento da denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF).

No pronunciamento, o presidente preferiu ressaltar dados como o aumento na venda de veículos, o crescimento na produção industrial e a aprovação no Senado de um requerimento para acelerar a votação da reforma trabalhista.

Assista o vídeo:


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505