Homens envolvidos em roubo de carga avaliada em R$3 milhões são presos em Manaus

De acordo a polícia ainda existem mais três pessoas envolvidas que continuam sendo procuradas
21/07/2017 14h05 - Atualizado em 22/07/2017 12h55
Foto: divulgação

Dois integrantes de uma associação criminosa que era investigada pelo roubo de uma carga de microprocessadores avaliada aproximadamente em R$3 milhões foram presos nessa quinta-feira (20), por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD).

Conforme o titular da Derfd, a dupla seria integrante de uma organização criminosa especializada em roubo de mercadorias de alto valor. As prisões ocorreram em cumprimento a mandados de prisão preventiva por roubo majorado e organização criminosa. As ordens judiciais, em nome dos infratores, foram expedidas no dia 13 de julho deste ano, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da 7ª Vara Criminal de Manaus.

Felix explicou que “Wil” foi preso pelas equipes da Derfd na tarde de ontem, dia 20, por volta das 14h40, no momento em que tentava embarcar em um avião que partiu do Aeroporto Internacional de Manaus – Eduardo Gomes com destino ao Rio de Janeiro (RJ). Juan se apresentou espontaneamente no prédio da especializada na tarde de ontem, após a prisão do comparsa.

“No dia do crime “Will”, Juan e um terceiro elemento, identificado como Renan Martins de Oliveira, armados com revólveres calibre 38, trafegavam a bordo de um carro modelo Fiat Doblò, de cor azul e placas NAM-6000, quando trancaram o motorista de uma van, que transportava uma carga de 4.356 microprocessadores, avaliada em R$ 3.046.000,00 milhões, pertencente a uma empresa do Pólo Industrial de Manaus (PIM). O fato ocorreu quando o motorista trafegava na pela Avenida Ministro Mário Andreazza, no bairro Vila Buriti, zona Sul da capital. Estamos investigando o envolvimento de outras duas pessoas no caso, mas não podemos passar melhores detalhes neste momento”, declarou o delegado.

A autoridade policial pontuou, durante a coletiva de imprensa, que o carregamento roubado veio da China e, após o delito, foi vendido por R$ 250 mil a uma empresa situada no Paraguai. Adriano Felix disse, ainda, que Juan utilizou o carro da mãe dele na ação criminosa e que “Wil” foi o mentor do crime, pois recebeu informações privilegiadas de um funcionário da transportadora da carga.

Quem puder colaborar com informações que ajudem a equipe de investigação da Derfd a localizar e prender Renan de Oliveira, entrar em contato pelo aplicativo de celular por meio do número (92) 99148-5290 ou, ainda, pelos telefones (92)99962-2183 e 99962-2187. Felix ressaltou que delações também podem ser feitas ao número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu o delegado.

Widemar e Juan Ricardo foram indiciados por roubo majorado e organização criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis na Derfd, a dupla será levada ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505