MP-AM intervém para solucionar impasse nos serviços de água e esgoto do Viver Melhor

Além da inadequação dos serviços de coleta e tratamento de esgoto prestados pela empresa concessionária Manaus Ambiental, os moradores denunciaram o recebimento de cobranças abusivas de tarifa.
03/07/2017 10h27 - Atualizado em 3/07/2017 18h32
Foto: Aleam

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio da 52ªPromotoria de Justiça Especializada na Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (52ª PRODECON), instaurou o Procedimento Administrativo n° 017.2017.000070 com o objetivo de garantir o direito aos serviços de água e esgoto para cerca de 10 mil famílias que residem no conjunto habitacional Viver Melhor. A medida, tomada no dia 27 de junho de 2017, tem por objetivo solucionar, de forma rápida, os problemas identificados durante a audiência pública, proposta pelo deputado estadual Dermilson Chagas, e realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, nesta segunda-feira, 26.

“Nossa intenção é solucionar o problema com a maior brevidade possível. Já na próxima quarta-feira, 4 de julho de 2017, temos audiência com a Arsam, que é a agência reguladora do serviço. Precisamos de um levantamento dessas reclamações, identificar o que está, efetivamente, funcionando, e, com base nesse estudo técnico preliminar, dar início à construção de um ajustamento de conduta tecnicamente viável e favorável às dez mil famílias”, anunciou o Titular da 52ª Prodecon, Promotor de Justiça Lincoln Alencar de Queiroz.

Cerca de dez mil famílias residem no conjunto habitacional Viver Melhor. Além da inadequação dos serviços de coleta e tratamento de esgoto prestados pela empresa concessionária Manaus Ambiental, os moradores do Viver Melhor denunciaram o recebimento de cobranças abusivas de tarifa, manifestando a intenção de assumirem a administração dos respectivos sistemas de tratamento de água e esgoto. Eles também não aceitam que apenas os beneficiários do Bolsa Família participem da tarifa social e querem que lhes seja garantida uma tarifa especial pelos serviços.

Diante dos diversos tipos de problemas relatados na audiência, o Promotor de Justiça, também orientou os moradores a formularem as denúncias junto ao MP-AM, informando e apresentando os diversos canais de atendimento disponibilizados pelo órgão ministerial.

Além de integrantes das associações de moradores do Viver Melhor I e II, a audiência teve participação de representantes do Poder Legislativo do Amazonas, do Procon-AM, Procuradoria-Geral do Estado do Amazonas, da Delegacia Especializada em Combate a Furtos de Serviços no Amazonas, Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas e da empresa Manaus Ambiental.

Fonte: MP-AM


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505