Quatro recursos contra a decisão de suspensão das eleições no AM estão no STF

O Supremo está em recesso e a presidente Cármen é a plantonista até o dia 30 de julho.
04/07/2017 10h45 - Atualizado em 4/07/2017 16h03
Foto: Reprodução

Quatro recursos que tentam derrubar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que suspendeu eleições diretas no Amazonas estão no Supremo Tribunal Federal (STF), especificamente na mesa da presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia e estão prontos para serem julgados. O Supremo está em recesso e Cármen é a plantonista até o dia 30 de julho.

O primeiro que recorreu da decisão foi deputado estadual José Ricardo (PT), que protocolou um mandado de segurança. Em seguida Luiz Castro (REDE) moveu dois recursos, um mandado de segurança e um agravo regimental. A coligação do candidato Eduardo Braga (PMDB) também apresentou um agravo regimental.

Todos os recursos aparecem como ‘conclusos à presidência’ de acordo com o site do STF.

Fonte: Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505