Sérgio Moro toma medida drástica contra PMDB e destrói argumento petista

A decisão do juiz abrange dez contas bancárias que estão em paraísos fiscais.
04/07/2017 16h12 - Atualizado em 4/07/2017 16h12
Foto: Reprodução

Na noite desta segunda-feira (03), o juiz federal paranaense Sérgio Moro tomou uma decisão forte contra os operadores Jorge e Bruno Luz. O magistrado pediu a quebra do sigilo bancário e o sequestro do dinheiro da conta dos operadores. A decisão do juiz abrange dez contas bancárias que estão em paraísos fiscais. O magistrado quer ainda todas as movimentações da conta durante os últimos cinco anos.

Em nota, Sérgio Moro disse que isso foi necessário devido os operadores Jorge Antonio da Silva Luz e Bruno Gonçalves Luz terem participado de esquema criminoso ao intermediarem o pagamento de propina a agentes públicos, incluindo diretores e gerentes da Petrobras.

Ainda de acordo com o juiz, os valores eram altos e eles utilizavam expedientes sofisticados de ocultação para esconderem as ações corruptas da Justiça.

Jorge e Bruno, pai e filho, foram denunciados no final de março deste ano. Eles são acusados de favorecerem parlamentares, principalmente do #PMDB, e diretores da estatal petrolífera em contratos fraudulentos de compra e operação de navios-sonda no exterior.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505