UEA convida candidatos ao governo do Amazonas para debate

Cinco dos nove candidatos ao Governo já confirmaram presença.
13/07/2017 15h30 - Atualizado em 14/07/2017 12h31
Foto: Reprodução

Depois das declarações de amor à Universidade do Estado do Amazonas (UEA), motivadas pela possibilidade da Universidade fechar as portas até o final do ano, segundo declarações do reitor Cleinaldo Costa, os candidatos ao Governo do Estado estão sendo convidados a debater sobre o tema “A UEA e o Sistema de Ciência e Tecnologia do Amazonas”, marcado para o dia 19 de julho, às 17h, no auditório da Escola Normal Superior, no bairro Chapada, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Cinco dos nove candidatos ao Governo já confirmaram presença. Eles têm até amanhã (13) para confirmar a participação. Na sexta-feira (14), o Sindicato dos Docentes da Universidade do Estado do Amazonas (SIND-UEA) realiza reunião técnica para tratar das regras do debate com as assessorias dos candidatos. E no dia do evento todos serão convidados a aderir a “Carta em Defesa da UEA”, documento que formaliza o compromisso do futuro governador com a manutenção da Universidade.

O debate consiste na discussão de temas estratégicos ao funcionamento da UEA tais como melhores condições de funcionamento da FAPEAM, cortes drásticos de recursos, extinção da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, projetos para a ciência e tecnologia, entre outros.

Ações de Mobilização em defesa da UEA
Além do debate da próxima quarta-feira (19), os professores integram neste sábado (15), na Praça da Polícia, as atividades do Projeto Jaraqui, cujo tema de discussão será o funcionamento da UEA. O projeto realiza discussões em praça pública, atividades artísticas e panfletagem denunciando à população o sucateamento da UEA. O evento está previsto para iniciar às 10h.

A campanha de mobilização do SIND-UEA em defesa da Universidade iniciou nesta quarta (12), com a utilização do slogan #UEA não vai fechar no site e redes sociais de alunos e professores.

Segundo a presidente do Sindicato, Gimima Silva, será uma mobilização contínua, envolvendo toda a comunidade acadêmica e a sociedade amazonense, dando ênfase à apropriação das pessoas em relação à UEA. “A UEA é patrimônio de todos os amazonenses. E sendo nossa, precisamos cuidar, preservar e zelar por seu funcionamento”, disse ela.

Conforme Gimima, a campanha tem um significado propositivo, construtivo e protagonista. “Nós queremos envolver as representações estudantis como o Diretório Central dos Estudantes, diretórios e centros acadêmicos; servidores da universidade, Associação de Servidores da UEA (ASSUEA), Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais do Amazonas (SISPEAM), Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas (SINTESAM) e todas as unidades do interior. Mas, é estratégico envolvermos a sociedade, pluralizar a participação das pessoas”, explicou.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505