Venezuelanos são transferidos de casas alugadas para abrigos em Manaus

A medida é para reduzir os riscos da exposição dos imigrantes indígenas ao tráfico de drogas e prostituição.
14/07/2017 16h00 - Atualizado em 15/07/2017 13h49
Fonte: Reprodução

Cinco novos abrigos foram abertos nesta sexta-feira (14), para imigrantes venezuelanos em bairros da capital amazonense. Os espaços devem abrigar 240 venezuelanos transferidos de casas alugadas em áreas que apresentam risco de tráfico de drogas e prostituição.

Manaus se tornou um dos principais refúgios desses imigrantes. Após a chegada dos indígenas venezuelanos, desde o início deste ano, os órgãos governamentais e movimentos religiosos passaram a atuar no acolhimento dos refugiados, que estavam pedindo esmolas nas ruas e morando em situação insalubre. Eles chegaram a ocupar a Rodoviária de Manaus e viadutos por algumas semanas.

Em razão da situação insalubre dos índios que ainda estavam em antigos cortiços, famílias de imigrantes começam a ser transferidas para os abrigos que serão subsidiados pela Cáritas.

A Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) explicou que a medida é para reduzir os riscos da exposição dos imigrantes indígenas ao tráfico de drogas e prostituição.

O Governo Federal prometeu repassar R$ 720 mil para ajudar no custeio com acolhimento dos imigrantes venezuelanos em Manaus. Os recursos ainda não foram liberados, mas serão usados também para fomentar produção de artesanato dos indígenas e gerar renda para as famílias. A previsão é que até próxima semana o repasse seja feito.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505