Amazonino diz que não é possível ter debate honesto com ‘adversário que faz jogo sujo’

Por meio de nota, o ex-governador alegou ser alvo de inúmeros ataques ao longo de sua campanha por parte de seu adversário.
26/08/2017 10h06 - Atualizado em 27/08/2017 17h20
Foto: reprodução

A poucas horas do último debate televisivo antes do segundo turno da eleição suplementar, o candidato Amazonino Mendes (PDT) informou nesta sexta-feira (25) que não participará do embate com o também candidato Eduardo Braga (PMDB).

Por meio de nota, o ex-governador alegou ser alvo de inúmeros ataques ao longo de sua campanha por parte do senador.

Assim como na sua última peça da propaganda no rádio e na TV, Amazonino acusa o adversário Eduardo Braga (PMDB) de espalhar inverdades em sua campanha, que considerou desleal e de baixo nível.

Leia a nota, na íntegra:
Ao longo desta campanha, fui alvo de inúmeros ataques. Enquanto apresentamos nossa proposta para reconstruir o Amazonas e planejar o futuro do nosso Estado, fomos confrontados com inverdades, numa campanha desleal, de baixo nível, promovida pelo meu adversário. Apenas em inserções na rádio e na televisão foram mais de quatro mil ataques. Uma campanha muito diferente da que a população espera ver em um momento tão delicado para o Amazonas. Por tudo isso, e pela certeza de que meu adversário age dessa forma, por acreditar que esta é a única forma de fazer política, fiz uma escolha. Optei por não participar do encontro promovido pela Rede Amazônica. Com um adversário desleal, que faz o jogo sujo da velha política, um debate sincero, honesto e propositivo não é possível.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso