David Almeida diz que não vai apoiar nenhum dos candidatos do segundo turno

O interino, revelou que que não é nada pessoal apenas divergências ideológicas.
08/08/2017 17h07 - Atualizado em 9/08/2017 12h00
Foto: reprodução

O governador interino do Amazonas, David Almeida (PSD), disse que seu posicionamento no segundo turno é de neutralidade e que não vai apoiar nenhum dos dois candidatos finalistas Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB). O pronunciamento do governador foi feito em coletiva imprensa na tarde desta terça (8).

David afirmou que não se sente representado por nenhum dos candidatos e que não é nada pessoal apenas divergências ideológicas. “Não me sinto no direito de marchar com nenhuma das duas candidaturas porque não me sinto representado. Não pelas pessoas, mas pelas teses. Minha convicção é que tentei dar uma opção de mudança, de renovação”, disse.

Questionado sobre seu voto David, disse que não revelaria porque é secreto mas afirmou que não votará nulo.

Almeida também revelou na coletiva que Amazonino Mendes (PDT), no último domingo (6), horas antes de encerrar a apuração, entrou com um recurso na Justiça Eleitoral para torná-lo inelegível. “Como vou apoiar o Amazonino que quer me tornar inelegível? Covardes. Não devo nada a empresários, partidos, portanto é por isso que eu encaro de frente qualquer um. Vou me colocar como uma figura neutra no pleito”, finalizou.

O presidente regional do PP, o ex-deputado e empresário Francisco Garcia, pai de Rebecca, que estava na coletiva, disse que o partido está tomando o mesmo posicionamento de neutralidade na segunda fase do pleito.

Natan Gaia – Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso