Diplomação de Amazonino e Bosco Saraiva é ameaçada por partido

O Podemos pede a suspensão da eleição direta e define a eleição indireta como solução para escolher o novo governador.
30/08/2017 10h22 - Atualizado em 31/08/2017 11h00
Foto: Divulgação

O diretório nacional do partido Podemos entrou com uma petição no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (29), direcionado ao relator Ricardo Lewandowski, para barrar a diplomação dos candidatos eleitos Amazonino Mendes (PDT) como governador tampão do Amazonas e Bosco Saraiva (PSDB) como vice.

O pedido vai compor a ação declaratória de inconstitucionalidade impetrada pelos advogados Carlos Barretto, André Almeida e Eduardo Bonates, na semana passada, antes do segundo turno da eleição suplementar. Nesse pedido, o partido pede a suspensão da eleição direta e define a eleição indireta como solução para escolher o novo governador do Amazonas. A ação ainda não foi apreciada pelo ministro Ricardo Lewandowski.

De acordo com o advogado Carlos Barretto, o novo pedido é baseado na falta de decisão sobre essa primeira ação. O Podemos solicita que a diplomação de Amazonino Mendes e Bosco Saraiva, que está prevista para ocorrer no próximo dia 02 de outubro, seja suspensa pela Justiça até que o relator tome uma decisão sobre a ação impetrada anteriormente ao pleito, que ocorreu no último domingo (27).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso