Filho de vereador é preso suspeito de integrar grupo que promovia encontros sexuais com crianças e adolescentes

O vereador de Jutaí preso em julho, Altenor de Lima Barbosa (PSD) é acusado de estuprar e engravidar uma menina de 13 anos.
16/08/2017 09h24 - Atualizado em 16/08/2017 14h18
Foto: reprodução/Facebook

Andrei dos Santos Barbosa – filho do vereador de Jutaí preso em julho, Altenor de Lima Barbosa (PSD) – foi preso nesta terça-feira (15). Ele e o pai são acusados de formar um grupo que promovia encontros sexuais com crianças e adolescentes no município situado a 751 km de Manaus. O caso foi revelado pelo Fantástico, no dia 6 deste mês.

O vereador vai para o banco dos réus por determinação da Justiça, pelas acusações de estuprar e engravidar uma menina de 13 anos. Além dele, o Ministério Público acusa o filho do parlamentar, o sobrinho Cícero Coelho Pereira Júnior e mais dois funcionários de fazer parte do grupo.

A denúncia veio à tona depois que a mãe de menina, de 13 anos, descobriu que a filha estava grávida. A mãe procurou o Conselho Tutelar, que acionou a polícia. Em depoimento, a garota confirmou que se relacionava com o vereador e que, em fevereiro, tiveram relação sexual sem usar preservativo.

O delegado de Jutaí, Genilson Parente Arruda, informou que o vereador era líder do grupo. Ele, o filho, o sobrinho e os dois funcionários atraiam meninas para apartamentos, passeios e casas na cidade. Nos locais ocorria o consumo de bebidas alcoólicas pelas adolescentes e orgias, segundo ele.

Das testemunhas ouvidas pela polícia, o delegado conta que apenas uma era maior de idade, enquanto o restante tinha entre 17 e 12 anos. Uma garota de 13 anos contou que contraiu HPV em um dos encontros promovidos pelo vereador.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505