Mais de 100 bares foram fechados durante a operação “Lei Seca”, deflagrada na madrugada deste domingo, em Manaus

Do total de 126 bares fechados, 36 estão situados na zona Leste, 29 na zona Norte, 21 na zona Sul, 17 na zona Centro-Sul, 17 na zona Centro-Oeste e seis na zona Oeste.
06/08/2017 13h24 - Atualizado em 7/08/2017 10h03
Foto: divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, sob a coordenação do diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Geraldo Eloi, deflagrou, simultaneamente, em toda a capital, na madrugada deste domingo, dia 6, das 2h às 4h, a primeira fase da operação “Eleição Estadual Suplementar 2017”, que resultou no fechamento de 126 bares.

Segundo levantamento divulgado pela equipe do DPM na manhã deste domingo, do total de 126 bares fechados, 36 estão situados na zona Leste, 29 na zona Norte, 21 na zona Sul, 17 na zona Centro-Sul, 17 na zona Centro-Oeste e seis na zona Oeste. “A ação policial teve por objetivo orientar os proprietários e responsáveis por bares e estabelecimentos comerciais, de um modo geral, sobre a legislação, que deve ser cumprida”, enfatizou o diretor do DPM.

Geraldo Eloi ressaltou que a ação ocorreu em atendimento à portaria conjunta nº 585/2017, assinada no último dia 2 de agosto pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Yedo Simões, e pelo secretário de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Sérgio Fontes, que estabelece a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, supermercados, mercearias e estabelecimentos similares, bem como em locais abertos ao público no Estado do Amazonas, no horário das 2h às 18h deste domingo, dia 6 de agosto de 2017.

Conforme a autoridade policial, a ação evolveu 120 servidores, lotados na Delegacia Geral, Departamentos, Delegacias Especializadas, Distritos Integrados de Polícia (DIPs), nas seis Seccionais e Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), a equipe de elite da instituição.

Reforço
A segunda fase da operação está ocorrendo na manhã deste domingo. Noventa servidores irão atuar nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, realizando registros de ocorrências de menor potencial ofensivo. Quatro policiais civis, sendo dois delegados e dois escrivães, estão reforçando as atividades junto ao Juizado Especial do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), posicionado nas dependências da Universidade Nilton Lins, situada na Avenida Professor Nilton Lins, Conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul.

Outros dois delegados estarão revezando nos plantões, das 7h às 19h, no Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM), localizado na Avenida André Araújo, bairro Aleixo, zona Centro-Sul. Pessoas detidas por crimes eleitorais serão levadas ao Juizado Especial do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Durante a eleição, caso ocorram flagrantes criminais, que não sejam eleitorais, as ocorrências serão encaminhadas às delegacias que funcionam como Centrais de Flagrantes: 1º, 6º, 9º, 10º, 12º, 14º, 15º e 19° DIPs, além da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso