PT decide não apoiar candidatos do segundo turno e manter discurso de José Ricardo coerente para 2018

Além de não apoiá-los a legenda também proibiu os seus filiados de se envolverem na campanha dos caciques.
12/08/2017 13h51 - Atualizado em 14/08/2017 14h02
Foto: reprodução

Após quase uma semana de espera depois da eleição o diretório estadual do PT decidiu não apoiar nenhum dos candidatos que foram para o segundo turno do pleito suplementar Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB).

A intenção do PT em se manter neutro neste segundo turno da eleição é preservar discurso de oposição aos caciques de seu potencial candidato a governador, José Ricardo, e deixá-lo competitivo para a próxima disputa eleitoral que será em 2018.

No primeiro turno do pleito José Ricardo ficou em quarto lugar na votação geral e em segundo lugar na capital, deixando para trás a candidata do governo, Rebecca Garcia (PP), e o senador e ex-governador Eduardo Braga.

“O legado político conquistado nesta eleição pelo PT, demonstra que uma parcela significativa da população do Amazonas confia nas proposta e na gestão transparente que o Partido dos Trabalhadores defende como forma de governar”, afirmou o partido em sua resolução política.

O documento afirma também que, os municípios amazonenses que tenham prefeito, vice prefeito e vereadores do PT, e que tenham interesses motivados por questão regional, devem solicitar à Comissão Executiva Estadual do Amazonas, que autorizará ou não o possível apoio.

Proibição em Itacoatiara
Além de não apoiar os candidatos a legenda também proibiu os seus filiados de se envolverem na campanha dos caciques. O prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto, tentou junto ao PT obter liberação para apoiar Braga mas não conseguiu.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505