Seap e PM realizam última vistoria no prédio da Cadeia Pública antes de desativação

As ações fizeram parte da última etapa para a entrega oficial do prédio para a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead).
10/08/2017 10h25 - Atualizado em 10/08/2017 17h06
Foto: reprodução

Na manhã desta quarta-feira (9) equipes do Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos (Marte) e da Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPCães), ambos da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), realizaram a última vistoria no prédio da antiga Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa (CPDRVP), no Centro de Manaus. Na ocasião, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou também um procedimento de limpeza do local. As ações fizeram parte da última etapa para a entrega oficial do prédio para a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead).

De acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, a vistoria foi uma ação que teve como objetivo assegurar que o prédio fosse entregue sem objetos ilícitos, como substâncias entorpecentes em sua estrutura ou com riscos de possuir qualquer tipo de artefato explosivo.

“A operação ocorreu de forma tranquila, não foi encontrado nenhum objeto suspeito ou artefato que ameaçasse a estrutura do prédio. Com os trâmites concluídos e com os procedimentos de vistoria realizados, a entrega definitiva do prédio à Sead ocorrerá na próxima semana”, afirmou o secretário.

O prédio da Cadeia Pública tem 110 anos de existência, tendo a unidade sido desativada no dia 12 de maio deste ano, após uma decisão conjunta de membros do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Procuradoria Geral do Estado (PGE-AM), Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Defensoria Pública (DPE-AM), e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM).

Cadeia Pública
A Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoal (CPDRVP) foi inaugurada em 19 de março de 1907, no governo de Antônio Constantino Nery. Ela funcionou como Penitenciária Desembargador Raimundo Vidal Pessoa até 1999. Após a inauguração do Regime Fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), a unidade começou a funcionar como Cadeia Pública.

Em outubro de 2016, a unidade foi desativada após recomendações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em janeiro deste ano, a unidade foi reativada em caráter emergencial para abrigar presos ameaçados após os eventos ocorridos no Sistema Prisional no dia 1º de janeiro deste ano. Com a desativação definitiva em maio passado, a Cadeia Pública centenária finalizou seus trabalhos de custódia de presos na capital do Amazonas.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505