Governador interino destaca investimentos de R$ 26 milhões para Itapiranga e Maués

David Almeida destacou que o recurso é destinado às obras de recuperação do sistema viário nos dois municípios.
19/09/2017 09h23 - Atualizado em 19/09/2017 16h46
Foto: Divulgação

Em viagem realizada, nesta segunda-feira (18), a Itapiranga e Maués, o governador interino David Almeida destacou que estão previstos recursos de aproximadamente R$ 26 milhões para serem destinados às obras de recuperação do sistema viário nos dois municípios. A ida aos municípios faz parte da agenda de compromissos desta semana do governador, que também inclui inaugurações e reinaugurações de escolas estaduais.

Para Itapiranga devem ser empregados R$12 milhões para a execução de obras na estrada da enseada e no sistema viário da sede do município. Em Maués, as obras da lagoa da Enseada, já em fase de execução, devem ser entregues no início de dezembro deste ano. Com o dinheiro, em caixa e a licitação para homologação, o governador enfatizou que devem ser investidos R$13 milhões para revitalização do sistema viário de Maués.

“Vamos tentar ajustar as questões burocráticas. Estamos trabalhando um entendimento junto ao Tribunal de Contas do Estado, para que possamos dar ordem de serviço nesses municípios e ajudar a população do nosso Estado com essas liberação dessas obras”, explicou.

Em Maués, o governador verificou in loco os trabalhos iniciados do ProsaiMaués que prevê obras de recuperação nas Lagoas do Maresia, Prata e Donga Michilles. O ProsaiMaués é um projeto que prioriza a requalificação urbanística na localidade, incluindo serviços de macro e micro drenagem, sistema de abastecimento de água, saneamento e urbanização. O projeto contempla ainda, a construção de praças, estrutura para feiras e exposições e área para lazer e prática esportiva para todas as idades.

Avanços
Davi Almeida ressaltou que, boa parte das prefeituras do interior, têm sido auxiliadas com os recursos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Estado que, no mês de agosto, alcançou 30,66% de arrecadação.
“Temos trabalhado desde o início para ajustar as contas públicas e conseguimos nesse curto espaço de tempo à frente do Governo, tirar o Estado, após 27 meses, do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, aumentamos a arrecadação própria de ICMS. Vale destacar que, o repasse constitucional federal tem só diminuído, e o que tem ajudado as prefeituras do interior é o repasse que o Estado tem feito do ICMS”, explicou.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso