Governo do Estado lança ferramenta que ajuda o consumidor a pesquisar preço e economizar

Ao digitar a palavra chave do produto que deseja comprar, o consumidor terá à disposição uma lista de estabelecimentos e preços.
01/09/2017 14h32 - Atualizado em 1/09/2017 16h56
Foto: reprodução

O Governo do Amazonas lança hoje um aplicativo para consulta de preços fundamental ao consumidor amazonense. O “Busca Preço Amazonas ”, desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação (Detin), da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ/AM), permite que o consumidor, ao digitar a palavra chave do produto que deseja comprar , tenha à disposição uma lista de estabelecimentos com os preços do mercado podendo optar pelo mais em conta.

A ferramenta, disponível no site da Sefaz (www.sefaz.am.gov.br ) oferece um serviço gratuito de pesquisa dos preços praticados no comércio do Estado do Amazonas. Ao digitar o nome do produto ou alguma palavra-chave relacionada, o Busca Preço Amazonas realiza a pesquisa nas Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) armazenadas na SEFAZ/AM. O sistema exibe a listagem dos produtos encontrados a partir do menor para o maior preço.

A ferramenta oferece um serviço gratuito de pesquisa dos preços praticados no comércio do Estado do Amazonas. Ao digitar o nome do produto ou alguma palavra-chave, o Busca Preço Amazonas realiza a pesquisa nas Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) armazenadas na SEFAZ/AM. O sistema exibe a listagem dos produtos encontrados a partir do menor para o maior preço.

“É uma tecnologia desenvolvida na SEFAZ que vai ajudar o consumidor a escolher onde pode comprar mais barato. Uma revolução que vem para ajudar, com reflexo até na concorrência. Quem ganha é o consumidor”, observa o governador David Almeida, que conheceu o aplicativo na noite desta quinta-feira (31 de agosto) e ficou impressionado com o trabalho dos técnicos da SEFAZ.

“Cada vez que uma NFC-e é emitida por um estabelecimento, o preço dos itens registrados na nota é inserido e atualizado no sistema”, ressaltou o secretário de Fazenda, Francisco Arnóbio Bezerra.

Preços atualizados
Por padrão, são exibidos os preços de notas emitidas nas últimas 48 horas. No menu de opções, o usuário pode alterar o período da consulta de um dia até sete dias, podendo desta forma acompanhar os valores praticados.
A figura de um “foguinho” indica os preços das notas fiscais emitidas recentemente. Esta é a informação mais “quente” disponível pelo sistema. Como a atualização ocorre de hora em hora, é possível que o usuário do Busca Preço Amazonas se beneficie das promoções relâmpagos que acontecem, inesperadamente, em alguns estabelecimentos comerciais como supermercados. A informação neste caso pode ser uma grande aliada na economia doméstica.

“Quanto mais recente o preço coletado, maior a chance de ser o preço praticado no momento da consulta. Mas as informações exibidas não configuram, em nenhuma hipótese, anúncios por parte dos estabelecimentos emitentes, podendo haver alteração de preços ou indisponibilidade de produtos em qualquer momento posterior à emissão da nota fiscal”, explicou Rodrigo Albuquerque, chefe do Detin.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505