Professores municipais cobram em protesto que prefeito Arthur Neto faça repasse do Fundeb

De acordo com a coordenação do movimento, a Semed recebeu mais de R$ 109 milhões do recurso do Fundeb, no mês de julho, mas não foi dada uma transparência ao que exatamente foi aplicado.
12/09/2017 12h06 - Atualizado em 12/09/2017 17h15
Foto: Reprodução

Professores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) protestaram na manhã desta terça-feira (12) para cobrar do prefeito de Manaus, Arthur Neto, o repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A manifestação aconteceu em frente à Semed.

Os manifestantes coletaram assinaturas para serem anexadas aos documentos elaborados pela comissão jurídica que serão entregues à Prefeitura.

De acordo com a coordenação do movimento, a Semed recebeu mais de R$ 109 milhões do recurso do Fundeb, no mês de julho, mas não foi dada uma transparência ao que exatamente foi aplicado.

A manifestação provocou retenção nas vias próximas à Avenida Maceió. Isto, porque, os manifestantes chegaram a fechar uma das vias. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) estiveram no local para orientar os motoristas.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505