Sinetram mantém 30 segundos para passar na catraca dos ônibus mas retira penalização a usuário

Em reunião com Defensoria Pública do Estado foi decidido que a regra dos 30 segundos permanecerá, porém sofrerá alterações.
13/09/2017 11h14 - Atualizado em 13/09/2017 17h01
Foto: Reprodução

Em uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (12), entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), Defensoria Pública do Estado Especializada em Atividades de Interesses Coletivos (DPEAIC) e demais órgãos de defesa do consumidor, ficou definido que o limite de 30 segundos para passageiros passarem nas catracas dos ônibus permanecerá, porém sofrerá alterações.

Ficou determinado ao término da reunião que o limite de 30 segundos permanecerá por conta de questões técnicas mas agora o consumidor não será mais punido. “Antes ele teria que pagar por uma nova passagem, quando não passasse nos 30 segundos. Agora, se ele não passar, ele vai ser reembolsado”, afirmou o defensor público, Carlos Almeida Filho.

A previsão, conforme o diretor jurídico do sindicato, é de que a regra, que foi implantada no dia 4 deste mês e suspensa no dia seguinte, volte a valer na próxima semana.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso