STF abre inquérito para investigar Temer e Loures por corrupção e lavagem de dinheiro

Eles são suspeitos de receberem vantagens indevidas em favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do Decreto dos Portos
12/09/2017 15h51 - Atualizado em 13/09/2017 11h18
Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu hoje (12) abrir inquérito para investigar o presidente Michel Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, além de mais dois empresários, pelos supostos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

O pedido de abertura de investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para apurar suspeitas de recebimento de vantagens indevidas dos envolvidos pelo suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017).

O pedido de abertura do inquérito chegou ao Supremo em junho e foi remetido ao ministro Edson Fachin. Ao receber o processo, o ministro entendeu que o caso deveria ser redistribuído a outro integrante da Corte por não ter conexão com o inquérito que envolve Temer a partir das delações da JBS.

Nesta semana, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, determinou uma nova distribuição do processo e o ministro Luís Roberto Barroso foi escolhido o novo relator.

André Richter (Agência Brasil)


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505