Amazonino Mendes defende plano macro de segurança para o Brasil em encontro de governadores

O governador do Amazonas destacou a necessidade de um plano político macro para a área da segurança pública no Brasil.
28/10/2017 11h56 - Atualizado em 30/10/2017 16h56
Foto: Divulgação

O governador do Amazonas, Amazonino Mendes, defendeu durante o 1º Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras, em Rio Branco (AC), nesta sexta-feira (27), a integração entre os Estados brasileiros e instituições para a defesa da vida e o combate aos crimes que assolam o país. Amazonino destacou a necessidade de um plano político macro para a área da segurança pública no Brasil.

Amazonino Mendes, assim como os demais 19 governadores que estiveram presentes no encontro, assinou a Carta Acre, em apoio à criação do Sistema Nacional de Segurança Pública, nos moldes do Sistema Único de Saúde (SUS). A ideia é que ações céleres no combate ao crime organizado e na proteção das fronteiras sejam viáveis com a destinação de recursos aos Estados.

Além dos 20 governadores, parlamentares, autoridades federais do Brasil, Peru, Colômbia, Bolívia, Equador e Alemanha, estiveram presentes os ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen; da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann; e o das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. Os ministros levaram a Carta Rio Branco para a análise do Palácio do Planalto, em Brasília (DF).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso