Projeto CNH Social recebe mais de 168 mil inscritos no primeiro dia de inscrições

Segundo o Detran-Am existe o aplicativo da CNH Social, mas as inscrições estão sendo feitas somente pelo site do órgão.
09/10/2017 18h27 - Atualizado em 10/10/2017 16h18
Foto: Reprodução

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) recebeu, até as 17h, 168.839 mil inscrições para “CNH Social”. As inscrições para o projeto foram abertas nesta desta segunda-feira (9). A previsão do órgão é atender mais de 10 mil pessoas.

O grande número de acessos no site do Detran-AM para efetuar as inscrições, na manhã desta segunda, congestionou o sistema e o site ficou fora do ar. O órgão informou que há um aplicativo da CNH Social, mas as inscrições devem ser feitas pelo site.

“O Detran informa que por conta do volume de acesso ao site da instituição, para inscrição no projeto CNH Social, cerca de 1.200 por minuto, o sistema apresentou pane e precisou ser retirado do ar, na manhã desta segunda-feira (09/10), para adoção de medidas técnicas com objetivo de aumentar a capacidade operacional”, informou o órgão em nota.

De acordo o Detran, técnicos da Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) foram acionados para solucionar o problema e que foi restabelecido, às 10h30, o acesso ao site do órgão: www.detran.am.gov.br bem como link a ficha de inscrição do projeto CNH Social https://detranamazonas.typeform.com/to/zshjV3.
Inscrições
O Detran informou que as inscrições para o projeto CNH Social só podem ser feitas pelo site www.detran.am.gov.br. A inscrição não pode ser feita pelo aplicativo Amazonas na Palma da Mão.

Mais de 10 mil pessoas devem ser beneficiadas com Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) gratuitas, por meio do projeto CNH Social, do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). O órgão assinou convênio com o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Amazonas (SINDCFC-AM) para viabilizar a ação.

Podem se inscrever pessoas maiores de 18 anos, residente no Amazonas há pelo menos dois anos. É preciso ter renda familiar mensal de até três salários ou estar desempregado há mais de um ano, ou, ainda, estar inscrito em programas sociais governamentais.

Não poderão participar da seleção pessoas com processos de CNH já iniciados, assim como pessoas que tenham cometido crimes na condução de veículos. Quem teve a CNH cassada ou suspensa também não pode se inscrever.

O projeto CNH Social é um dos três pilares da Escola Pública de Trânsito, programa do Detran-AM que engloba, além da CNH social, a oferta de cursos de especialização na área de trânsito, em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), além da realização campanhas educativas em escolas na capital e no interior do estado.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505