Vereador ameaça prender Pabllo Vittar se ele tentar pregar ideologia de gênero nas escolas do Paraná

A hipótese do político foi baseada num boato que correu a internet de que o deputado Jean Wyllys e o cantor fariam visitas a escolas brasileiras para ensinar crianças sobre diversidade sexual.
18/10/2017 16h12 - Atualizado em 18/10/2017 16h15
Foto: Divulgação

O vereador Ezequiel Bueno (PRB-PR), que também é pastor, fez um discurso enfatizando que poderá prender o cantor e drag queen, Pabllo Vittar, caso ele visite instituições de ensino de Ponta Grossa no Paraná. A hipótese do político foi baseada num boato que correu a internet de que o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Pabllo Vittar fariam visitas a escolas brasileiras para ensinar crianças sobre diversidade sexual.

Pabllo está confirmado para se apresentar na München Fest, em Ponta Grossa (Paraná) em dezembro. “Eu queria lamentar trazer essa pessoa numa cidade família. A qual brigamos no plano municipal de Educação para tirar a ideologia de gênero. Quem quiser assistir pode ir, mas só lá. Porque se inventar de ir para rua e para as escolas eu vou prender, mesmo que depois seja preso por abuso de autoridade”, disse Ezequiel Bueno, apesar de Wyllys ter desmentido o boato em setembro.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505