Arthur Neto diz que Marcos Rotta teria sido governador se não fosse teimosia de Braga

O tucano revelou que Rotta era sua aposta para a eleição suplementar mas Eduardo Braga não aceitou ficar fora da disputa.
07/11/2017 15h18 - Atualizado em 8/11/2017 17h12
Foto: Reprodução

O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), afirmou que seu vice Marcos Rotta é o nome que representa o novo na política amazonense e revelou também que ele era sua aposta para a eleição suplementar (vencida por Amazonino Mendes) mas que a candidatura não deu certou porque o senador Eduardo Braga (PMDB) não concordou. O tucano fez as revelações nessa segunda-feira (6), no programa “Manhã de Notícias”, da rede Tiradentes.

“Pela análise que faço, o Rotta teria sido o governador do estado àquela altura. Havia até uma certa indecisão do governador Amazonino em disputar a eleição e o nome do Rotta foi o que propus ao senador Eduardo Braga [PMDB] para mantermos a mesma coligação que elegeu eu e o Marcos em 2016. Não tive sucesso nessa investida, mas entendo que seria ele o governador”, afirmou Arthur.

Braga que comanda o PMDB no Amazonas estava cego pelo poder desconsiderou a proposta de Arthur e, por isso, perdeu Rotta foi tirado do às vésperas da eleição municipal do ano passado, depois que, mesmo aparecendo entre os primeiros nas pesquisas de intenção de voto, descobriu que não teria espaço para ser o candidato peemedebista.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso