Em tentativa de fuga, presos cavam túnel que termina dentro de uma cova de cemitério

O forte odor encheu a cela e fez a polícia descobrir a fuga em poucas horas. O mau cheiro acabou chamando a atenção dos carcereiros que ao averiguarem de onde vinha acabaram dando de cara com o túnel.
20/11/2017 16h00 - Atualizado em 22/11/2017 17h16
Foto: Reprodução

Em uma tentativa de fuga, presos da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza deram de cara com um caixão ao tentarem fujir da prisão em um túnel que já tinha mais de 15 metros de comprimento e dava para passar uma pessoa deitada. O fato é que o túnel foi cavado até uma cova de cemitério.

Segundo um dos presidiários o túnel parou em um ponto que parecia uma pedra, ao tentar retirar a pedra batendo com um pedaço de ferro pontudo o objeto acabou furando o caixão e escorreu um liquido altamente fétido que deixou a permanecia no túnel insuportável.

O forte odor encheu a cela e fez a polícia descobrir a fuga em poucas horas. O mau cheiro acabou chamando a atenção dos carcereiros que ao averiguarem de onde vinha acabaram dando de cara com o túnel.

Uma empresa de obras foi chamada para fechar o buraco, o local onde estava a cova também recebeu concreto e os caixões foram colocados em outro lugar .


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso