Gerente de contratos colocado na Seduc por sobrinho de Pauderney é acusado por empresários de extorsão

Segundo os empresários, aqueles que não pagam propina para o gerente da Seduc, não recebem seus pagamentos.
22/11/2017 15h45 - Atualizado em 23/11/2017 15h51
Foto: Reprodução

Redação AM POST

Indignados com esquema de corrupção na Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), fornecedores de bens e serviços decidiram denunciar o gerente de contratos de reforma e manutenção, Sérgio Pimentel, que estaria
os obrigando a pagar propina.

Segundo os empresários, aqueles que não “doam” um percentual do valor do serviço para o gerente da Seduc, não recebem seus pagamentos.

Conforme denuncia divulgada no Portal Radar Amazônico, Sérgio Pimentel, que é dono de um posto de lavagem de carros, no bairro Vieiralves chegou ao cargo por meio da influência de Henrique Medina, sobrinho do deputado federal, Pauderney Avelino.

O serviço caiu como uma luva para Avelino, já que é dono de construtora e seu sobrinho Henrique Medina também tem negócios no setor. O que ainda não foi explicado é o interesses do parlamentar e de seu sobrinho em colocar um dono de lava jato como gerente de contratos de obras da Seduc.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso