Gustavo Sotero reclama de fortes dores e defesa pede autorização para atendimento médico fora da cadeia

Durante a briga, Gustavo Soterno foi atingido com um soco no olho direito golpeado pelo advogado Wilson Filho.
28/11/2017 15h35 - Atualizado em 29/11/2017 16h09
Foto: reprodução

Redação AM POST

O delegado Gustavo Sotero, preso por matar a tiros no último sábado (25) o advogado Wilson Filho, na casa de show Porão do Alemão, em Manaus, tem reclamado de fortes dores causadas pela briga ocorrida antes do crime e por isso sua defesa pediu autorização da Justiça para que ele receba atendimento médico fora da prisão.

Durante a briga, Gustavo Soterno foi atingido com um soco no olho direito golpeado pelo advogado Wilson Filho. O pedido de autorização à Justiça foi feito na segunda-feira (27).

A carceragem da Delegacia Geral, onde Sotero está preso desde sábado (25), não dispõe de hospital ou qualquer serviço médico.

A advogada Carmem Romero ressaltou que o pedido de autorização não influencia no mérito do processo. “Não cabe a mim dizer se está errado ou certo (a autorização). Não vou adentrar ao mérito. Ainda é muito cedo para afirmar qualquer coisa, pois nem a perícia foi concluída. Trata-se de um direito de todo e qualquer preso”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso