Liliane Araújo ‘ajoelha no milho’ e vira secretária do governo Amazonino

Na última eleição Liliane decidiu sair do partido que estava (PPS) por não concordar com o apoio da legenda à candidatura de Amazonino.
10/11/2017 14h26 - Atualizado em 11/11/2017 13h28
Foto: Am Post

Natan Gaia – Redação AM POST

A jornalista e ex-candidata ao governo do Amazonas, Liliane Araújo (atualmente sem partido), foi nomeada secretária do governador Amazonino Mendes (PDT) no Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza, após um período eleitoral em que ela fez duras críticas à “velha” política e ao cacique. Na última quarta-feira (8) a jornalista foi nomeada para o cargo de secretária-executiva, posição que era ocupada por Vânia Cyrino.

Amazonino estaria ampliando seu arco de alianças para arregimentar o maior número de partidos e figuras públicas para seu time. Entre as possíveis forças eleitorais estaria sua antiga rival na eleição passada.

No fim do primeiro turno da eleição suplementar, ocorrida este ano, Liliane decidiu sair do partido que estava (PPS) por não concordar com o apoio da legenda à candidatura de Amazonino por achar que a atitude seria incoerente com a sua postura política.

Assim como o ex-deputado estadual, Marcelo Ramos, que tanto criticou e no fim acabou apoiando o senador Eduardo Braga (PMDB) no mesmo pleito, Liliane pagou a língua.

Veja vídeo:


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505