Omar Aziz e Wilson Alecrim são citados por delatora da ‘Maus Caminhos’ como recebedores de propina

A mulher afirmou que o ex-governador e o ex-secretário receberam propina do esquema que desviou mais de R$ 150 milhões da Susam.
15/11/2017 15h20 - Atualizado em 16/11/2017 17h37

A enfermeira Jenifer Nayara Youchabel, que presidiu o Instituto Novos Caminhos, afirmou que o ex-governador e senador Omar Aziz (PSD) recebeu propina do esquema que desviou mais de R$ 150 milhões da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). A revelação aconteceu no depoimento da delatora premiada no processo da Operação Maus Caminhos realizado na manhã da última terça-feira (14).

No mesmo depoimento, Jenifer implicou ainda dois ex-secretários de Saúde. Segundo a enfermeira, Wilson Alecrim, assim como Omar, recebia altas quantias de dinheiro do médico e empresário Mouhamad Moustafa, apontado pelo Ministério Público como comandante do esquema de corrupção. Ela disse ainda que o médico pagava um apartamento para o filho de Pedro Elias, que assumiu a Susam após Wilson Alecrim sair da pasta.

Segundo o procurador da República, Alexandre Jabur por causa da citação do nome do senador, a Justiça encaminhará o processo para o Ministério Público. “As pessoas com foro de prerrogativa de função não são investigadas em 1ª Instância. Então os fatos serão encaminhados a quem de direito”, disse o procurador.

Jabur ressaltou que por ser colaboradora da Justiça no processo, Jenifer tem o dever de falar a verdade. “Ela não pode mentir, e nós entendemos que ela cumpriu com esse dever. Respondeu a todas as perguntas feitas pelos advogados, pela acusação e pela própria juíza”, declarou Jabur.

A assessoria de Omar Aziz, mas não se pronunciou sobre o caso.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso