Para fugir da crise, taxistas de Manaus desistem de cobrar ‘bandeira 2’ nas corridas de dezembro

Segundo o Sindtáxi, ao menos 30% dos profissionais não vão cobrar a bandeira 2, mais cara, para competir com Uber, 99OP e YetGO.
17/11/2017 17h43 - Atualizado em 17/11/2017 17h43
Foto: Divulgação

Redação AM POST

Alguns taxistas de Manaus decidiram atuar com a bandeira 1 na capital em um dos meses mais festivos do ano para fugir da crise que assola a categoria desde a chegada dos aplicativos de transporte na cidade.

A partir do dia 1º de dezembro, costuma utilizar a bandeira 2 nas corridas. “A troca da bandeira 1 para a 2 no mês de dezembro é um decreto municipal. Ano passado atuamos dessa forma, mas na época os aplicativos ainda não existiam em Manaus. Este ano estamos enfrentando uma crise e 30% da categoria vai atuar com a bandeira 1, mas é bom frisar que não são todos, nem a metade”, ressaltou o sindicalista.

Em dias comuns na cidade de Manaus, a bandeira 1 é cobrada das 6h às 22h, exceto nas corridas de táxis convencionais de ida e/ou volta para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. A bandeira 2 é praticada das 22h às 6h em dias úteis, nos feriados e finais de semana.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso