Repercussão negativa de vídeo íntimo de desembargador do AM pode prejudicá-lo para conseguir cargo no TRE-AM

A escolha dos desembargadores para o TRE-AM será feita pelo judiciário no primeiro semestre de 2018.
03/11/2017 15h56 - Atualizado em 4/11/2017 16h20
Foto: divulgação

O vazamento nas redes sociais, de um vídeo íntimo do vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Jorge Manoel Lopes Lins, se masturbando pode prejudicá-lo na disputa para conseguir um cargo no comando do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) na composição das Eleições 2018.

A escolha dos desembargadores para o TRE-AM será feita pelo judiciário no primeiro semestre de 2018. O magistrado corre riscos de não conseguir a vaga devido a repercussão negativa de seu vídeo.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso